Músicas do blog – que fizeram a cabeça deste narrador nesta semana

1) Depois da Vida – Nélson Cavaquinho e Guilherme de Britto

“Se pra fazer um samba com beleza, é preciso um bucado de tristeza”, então Nélson é um dos baluartes do gênero. Sua obra,notadamente melancólica, também traz algumas músicas de caráter fúnebre como “Juízo Final” e esta “Depois da Vida”, o que lhe rendeu o singelo apelido de “Nélson Coveirinho”.

“Depois da Vida” retrata um pobre sujeito que apenas consegue matar o desejo de beijar sua amada no leito de morte desta. A beleza da junção da melodia com a letra de Guilherme de Britto além da boa execução sonora da gravação e interpretação de Paulinho da Viola dão a entender o que era o samba dos tempos de outrora.

Um trecho: “É pena que os lábios,gelados como os teus, não sintam o calor que eu conservei nos lábios meus.” Atmosfera pesada,hein? Dei valor.

2- I`m So Tired – Beatles

Música dos Fab four que não teve seu sumo completamente sugado, “I´m So Tired”, do álbum branco, é uma música legitimamente de fossa. Leva ainda uma carga forte de byronismo(bebida,introspecção,devaneio). Lennon é a voz principal da canção, mas também merece destaque a voz poderosa de Paul em um de meus trechos preferidos: “You know I’d give You everything I’ve got for a little peace on mind.”

3- Pelas Tabelas – Chico Buarque

Neste clima de segundo turno e apreensão para a escolha presidencial, nada melhor do que ouvir Chico Buarque nesta música composta à época do Movimento Diretas-Já. A confusão generalizada com que se tornou essa época de transição democrática pode servir também para esse momento de indefinição política e crise ética.“Ando com minha cabeça lá pelas tabelas, claro que ninguém se toca com minha aflição.”Do álbum de Chico de 1984, se não me engano, o mesmo que tem “Vai Passar”.

4- What Is And What Should Never Be – Led Zeppelin

Composta e inspirada na atração que o vocalista Robert Plant tinha pela irmã mais nova de sua noiva, esta canção é uma invocação lírica a um avanço no tempo em que seria possível uma relação entre os dois. Mas não foi esse o motivo em que incluí essa música. Música não feita em português, pra mim, costuma chamar a atenção pela melodia e arranjos. E essa é fuderosa. Como tudo que eu conheço de Led Zeppelin,aliás. O peso da bateria de Bonham junto com o resto da banda é um negócio fora de série. Gosto bastante da versão do “Live At BBC”.

5- Waterloo Sunset – The Kinks

Banda boa que descobri há pouco tempo, mas muito já tinha ouvido falar. A música,aliás, é uma das melhores do líder Ray Davies. Relata as observações de um homem solitário olhando pela janela o pôr-do-sol da Ponte de Waterloo, em Londres.(Wikipedia tá aqui pra isso).

Melodia agradável de uma das bandas inglesas mais influentes das décadas de 60-70. Rock clássico detona…

Próxima semana, devo postar mais. Não tô muito atualizado com as coisas novas da música. Sigo uma tendência, assim como quando procuro ler livros: Primeiro os clássicos.



Anúncios

2 Responses to Músicas do blog – que fizeram a cabeça deste narrador nesta semana

  1. Bony Daijiro Inoue disse:

    esse homi não ouve lapada na rachada?

  2. Ygor Brandão disse:

    Forró brega deixo pra outras ocasiões.
    Por ora, me lembrei daquela clássica de Rita de Cássia e Redondo part. Banda Som do Norte(é a nova) , “Asas da Imaginação”.Aquela em homenagem ao Senna. Aquela lá do “Onde o vento faz a curva/O circuito onde o
    Senna corre sobre a chuva.”
    Esse omi tá lembrado?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: