Flor do Lácio

Resolvi deixar essa poesia do poeta-maior pra causar alguma reflexão.
Usufruam.

AUTOPSICOGRAFIA

O poeta é um fingidor
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente

E os que lêem o que escreve
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm

E assim nas calhas de roda,
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração

Fernando Pessoa

Anúncios

5 Responses to Flor do Lácio

  1. Ygor Brandão disse:

    Ah, foi mal. Esqueci de postar que era de Fernando Pessoa.

  2. Tiriri Lonã disse:

    Pior é a guerra.

  3. Ygor Brandão disse:

    É. de fato, Por isso o nome do blog.

  4. Yak disse:

    Eu amooooo essa poesiaaaaaaaaa!!!!
    foi pra mim que vc postou né fera???
    eu sei…foi em minha homenagem!!!

  5. Anonymous disse:

    muito boa =D

    Angrychair®

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s